compulsaosexual.com.br

Ambulatório de Impulso Sexual Excessivo e de Prevenção aos Desfechos Negativos Associados ao Comportamento Sexual (AISEP)

O Ambulatório de Impulso Sexual Excessivo e de Prevenção aos Desfechos Negativos Associados ao Comportamento Sexual (AISEP) trabalha com estudos observacionais e experimentais envolvendo compulsão sexual, comportamento sexual de risco, vida afetivo-sexual de pessoas com transtorno mental grave, a função sexual de pessoas que vivem com o HIV/AIDS, entre outras, através de pesquisas realizadas no Instituto de Psiquiatria (IPq) do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

compulsaosexual.com.br - Ambulatório de Impulso Sexual Excessivo e de Prevenção aos Desfechos Negativos Associados ao Comportamento Sexual (AISEP)

Pesquisa

Compulsão Sexual causa grande sofrimento

Os prejuízos sociais e ocupacionais que ela provoca

afetam vários aspectos da vida.

  • O que caracteriza este grave transtorno são fantasias repetitivas, desejos incontroláveis e comportamentos sexuais excessivos, que não podem ser evitados. Ela também é chamada de Impulso Sexual Excessivo ou Comportamento Sexual Compulsivo ou Dependência de Sexo ou Adição Sexual e provavelmente passará a ser chamada Transtorno Hipersexual a partir de 2013.

 

Como identificar a Compulsão Sexual?

     São exemplos de comportamentos relacionados à compulsão sexual: a masturbação, visitas constantes a sites pornôs, relações sexuais anônimas, elevado número de parceiros, sexo por telefone, ou “salas de bate-papo”, visitas a casas de massagem, clubes de sexo ou de strip.

     Para fazer o diagnóstico de compulsão sexual, devem estar presentes, pelo menos, três dos seguintes aspectos:

  • Com o passar do tempo, a mesma satisfação só pode ser alcançada por meio de práticas sexuais mais intensas e recorrentes (podem ser apenas fantasias/pensamentos geralmente acompanhados de masturbação);
  • O tempo e energia gastos com o comportamento sexual fica cada vez maior;
  • Há mal-estar físico ou emocional quando se tenta diminuir ou evitar o sexo;
  • Fracasso ao tentar controlar o comportamento sexual;
  • Muita energia e tempo consumidos na procura por sexo;
  • Em vez de trabalhar, estudar ou ficar com a família, como era sua intenção, a pessoa ocupa-se com o sexo;
  • Não consegue se controlar apesar de perceber as consequências negativas de seus atos.